Medo! Parece que vai tombar a qualquer momento.

Medo! Parece que vai tombar a qualquer momento.

Para mim, museus sempre tiveram conotações negativas. Um amontoado de coisas velhas seria o termo mais apropriado. Isso até conhecer o MASP, museu de arte de São Paulo Assis Chateaubriand!

Começando pelo projeto arquitetônico da parada, mete medo em qualquer desavisado. O vão livre de 74 metros dá um pouco de vertigem, afinal são toneladas de concreto sem pilares para sustentar seu peso.

O “recheio” de tudo isso também não deixa a desejar, o museu possui o maior acervo de arte ocidental da américa latina e o MAIOR do hemisfério Sul. A grande quantidade de obras presentes no acervo forçou a criação de exposições temáticas que exibem periodicamente apenas uma parcela de seu material.

Fatos interessantes:

O museu já tem 62 anos e foi projetado pela Lina Bo Bardi, arquiteta pertencente ao chamado movimento brutalista, que visava o não ocultamente das características estruturais da construção. No projeto original os 4 pilares que sustetam os andares superiores exibiam o concreto armado sem nenhum tipo de pintura ou acabamento, e só foi pintado de vermelho após a morte de Lina com a justificativa de que a cor valoriza a obra. Ao meu ver, estavam certo, o MASP se destaca em meio a suja São Paulo.

Cidade de São Paulo

Cidade de São Paulo

Visite – http://masp.art.br/

Anúncios